Refran na Casa Cor Bahia 2017

Refran na Casa Cor Bahia 2017

A Casa Cor Bahia 2017 será entre 20 de Setembro e 29 de Outubro.

No dia 26/09 a Refran Prémoldados vai participar de um coquetel e apresentar sua linha de produtos. Em todos os demais dias você tem acesso ao nosso material na casa modelo do Evento.

Sobre a mostra

Pioneira no Nordeste, a CASACOR Bahia é atualmente a maior em número de visitantes fora do eixo Rio-São Paulo. Com 23 anos de existência, a mostra foi vanguardista na região e revelou muitos dos nomes baianos da arquitetura e do design de interiores que, posteriormente, vieram a fazer sucesso fora do estado — principalmente nas mostras paulistas. Como a sua marca é a inovação, CASACOR Bahia ousou em muitas edições. Já teve sede em um galpão (Trapiche Adelaide), em uma Estação Ferroviária (da Calçada) e no Cais Porto (Comércio). Além disso, muitos edifícios históricos de Salvador e seus entornos se beneficiaram com a revitalização após terem sido sedes da mostra, entre eles o Mercado do Ouro e Museu du Ritmo.

São tantas boas histórias que a trajetória de CASACOR Bahia ganhou, inclusive, as páginas de um livro. “Casos de Casa”, escrito pela franqueada Luisinha Brandão, foi lançado durante a vigésima edição da mostra (2014). A empresária, que inicialmente inaugurou o evento ao lado de Kátia Camadoiro, comanda hoje o time de CASACOR em sociedade com seus filhos Chico e Alexandre Brandão.

Apesar de não ter sido realizada em 2016, a edição de 2017 já está com data marcada: de 20 de setembro a 29 de outubro. Um casarão da primeira metade do século XX na avenida Marques de Leão, na Barra, abrigará a nova versão do evento. Os profissionais David Bastos, Ana Paula Magalhães, Thiago Manarelli e Márcia Meccia já estão confirmados nesta nova edição de CASACOR Bahia.

Refran Wall – Sistema Construtivo Eficiente

Refran Wall – Sistema Construtivo Eficiente

Os paineis Sili Wall Refran são uma excelente forma de construção. É um novo sistema de construção modular que apresenta diversos benefícios construtivos, como economia, rapidez, praticidade e segurança. Além disso o sistema  Refran Wall oferece proteção térmica, acústica e é impermeável.

Principais Propriedades:

  • Economia Térmica: Por sua composição interna com EPS (Isopor), oferece economia de energia térmica, reduzindo o consumo de energia com climatização do ambiente, proporcionando maior conforto global.
  • Segurança: Resistente ao fogo, testes com painel durante 120 minutos a 1000ºC.
  • Impermeabilidade: 100% de impermeabilidade em todos os testes de resistência.

 

Economia

  • Economia de espaço: Os paineis possuem entre 90mm e 120mm, menores que as paredes tradicionais de blocos e lajotas. Proporcionando maios espaço de armazenagem no espaço interno local.
  • Economia de Custo de Trabalho – Obra Limpa: A velocidade de construção permite economias de 39% de mão de obra. Além de uma obra limpa de cimento e areia no local da obra.
  • Economia nos Custos da Obra:  Por se tratar de um sistema construtivo modular, economiza-se com a equipe e o tempo necessário para montagem. Por isso redução de até 40% nos custos e tempo de obra.

Rapidez no Processo de Construção

  • Instalação: A construção com paineis Refran Wall  permite montagem 300% mais rápida que o sistema de construção convecional.
  • Alta intensidade:  Os paineis são altamente resistentes a pregos, buchas a expansão e outros sistemas de fixação para quadros, prateleiras e móveis sem precisar de reforço prévio.
  • Revestimento: Podem ser revestidos com azulejos, papel de parede, painéis de madeira e pintura imediatamente após a sua instalação sem necessidade de chapisco ou reboco.
  • Não necessita reboco.

Exemplos de Aplicação

 

Por que optar por telhas de zinco com EPS Isopor®?

Por que optar por telhas de zinco com EPS Isopor®?

Além de apresentar inúmeras aplicações industriais e atender a diferentes segmentos com eficiência, o EPS também é amplamente consolidado na construção civil. O material é considerado o método construtivo mais avançado na Europa e Estados Unidos e um dos produtos mais utilizados, com qualidades reconhecidas na área, são as telhas de zinco com EPS Isopor®.

Há diversos materiais presentes no mercado para instalações em coberturas, de diferentes modelos e valores. As telhas de asfalto e fibra, por exemplo, estão entre as opções mais acessíveis. No entanto, as telhas de zinco com EPS Isopor®, não só possuem um custo benefício muito melhor, como trazem inúmeras vantagens para o setor. Neste artigo, iremos mostrar os principais benefícios desse material.

Bom, para começar, as telhas de zinco com EPS Isopor® são recortadas sob medida e, dessa forma, apresentam uma grande flexibilidade para diferentes projetos, além de serem compatíveis com qualquer tipo de acabamento.

Um dos fatores que influenciam a preferência pelo EPS Isopor® na construção civil é o isolamento térmico e acústico que o material proporciona. O zinco por si só não possui essa eficiência, porém, com o EPS, ameniza os ruídos e mantém a temperatura ambiente.

Com certeza, a economia também é decisiva na escolha do material e as telhas de zinco com EPS Isopor® possuem um ótimo custo benefício. Por ser um material leve e, ao mesmo tempo, resistente, o EPS traz facilidade de manuseio e transporte, resultando na economia de tempo e mão de obra.

A longo prazo, as vantagens das telhas de zinco com EPS Isopor® também são inúmeras. Entre elas está o baixo custo de manutenção e a alta durabilidade. Esse modelo de telhas é resistente a bichos como o cupim, mofo, bolor e desgaste, além de ser retardante à chama.

Em conjunto a tudo que já foi mencionado, a sustentabilidade também é uma questão muito importante para a escolha do melhor produto. A responsabilidade socioambiental não é diferente nesse setor e os conceitos de construção verde são cada vez mais adotados e disseminados. Além de serem esteticamente bonitas e modernas, as telhas de zinco com EPS Isopor® contribuem para obras mais limpas, com baixa produção de resíduos.

Agora que você reconhece os benefícios da utilização das telhas de zinco com EPS Isopor®, conte com a Knauf Isopor® para fornecer os materiais com o padrão de qualidade que você busca para melhorar a sua obra.

Fonte: Mundo Isopor®

A Refran está presente na Av. 29 de Março

A Refran está presente na Av. 29 de Março

A avenida 29 de março, que é desta forma nomeada em homenagem a data que a cidade de Salvador comemora o seu aniversário, será a ligação da BR-324, via Regional, avenida paralela, Orlando Gomes e a orla marítima de Salvador.Serão investidos mais de R$ 580 milhões pelo Governo do Estado da Bahia e as intervenções serão feitas com o objetivo de beneficiar uma grande população, os percursos serão mais rápidos para os destinos que margeiam a nova avenida.

O bairro de Cajazeiras também será beneficiado com a obra que facilitará o fluxo em toda sua área, com intervenções também na avenida Artêmio Valente, via de acesso ao Barradão.Em alguns trechos da via regional e na saída de Águas Claras nas próximidades do viaduto do Derba, tem-se a noção do andamento das obras.O diretor da Conder acrescenta que a linha vermelha vai beneficiar bairros como Jardim Nova Esperança, São Marcos, Mata Escura e Castelo Branco, região com mais de um milhão de habitantes.

 

Veja fotos:

 

 

 

 

gallery

Especialista do IPT fala sobre os impactos da NBR 15575 nas edificações, com foco na possibilidade de inovação

Especialista do IPT fala sobre os impactos da NBR 15575 nas edificações, com foco na possibilidade de inovação

Para Fulvio Vittorino, para se extrair o máximo de privacidade e temperaturas amenas em ambientes, é só seguir as normas.

FULVIO VITTORINO
Engenheiro mecânico pela Universidade de São Paulo (1988), possui ainda graduação em Tecnologia de Processamento de Dados pelo Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (1987) mestrado (1994) e doutorado (2001) em Engenharia Mecânica pela Universidade de São Paulo. Diretor do Centro Tecnológico do Ambiente Construído do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo S/A – IPT desde de 2008, tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Desempenho Térmico, atuando principalmente em: desempenho térmico de edificações, conforto térmico, sistema construtivo, avaliação de desempenho e simulação computacional de desempenho. Professor do Mestrado Profissional em Habitação do IPT, criado em 1999, ele ingressou na instituição em 1986. Entre suas qualificações ainda consta o título de Certified Quality Enginner pela American Society for Quality em 1991. Foi professor da Escola Politécnica da USP de 1989 a 1991, além de ter lecionado em todos os cursos de Especialização em Conforto Ambiental e Conservação de Energia promovidos pela FUPAM/FAU – USP a partir de 2001. É autor ou coautor de mais de 270 relatórios técnicos e de 70 artigos apresentados em anais de eventos ou periódicos. Participou de comissões da ABNT referentes a produtos isolantes térmicos e na comissão da Norma que resultou na NBR 15575.

As exigências da norma ABNT NBR 15575 (edificações – desempenho), que entrou em vigor em 2013, representam a consolidação das boas práticas na construção civil. Desde os anos 80, o conceito de desempenho já era discutido no Brasil seguindo a tendência iniciada na França na década de 1960, em razão da necessidade de adoção de sistemas construtivos que dessem maior produtividade ao setor habitacional, atendendo às necessidades dos usuários. Para Fulvio Vittorino, além de a norma representar um marco por definir as práticas no canteiro de obras, também criou objetividade na apresentação de critérios numéricos e métodos específicos para se fazer as avaliações.

'A 15575 apresentou limites técnicos para que seja dada maior atenção para as práticas atuais da construção alcançarem desempenho satisfatório. No caso da acústica, é importante maior cuidado no assentamento e no preenchimento de juntas verticais. Nunca devemos esquecer que o conforto acústico vai além da privacidade entre salas, que é garantida pela isolação sonora, foco da norma. Uma sala com muito eco faz com que a pessoa se sinta desconfortável', observa.

 

Fonte: Téchne

Ainda recente no Brasil, o Isopor® ganha espaço na área como solução econômica e ecologicamente correta

Ainda recente no Brasil, o Isopor® ganha espaço na área como solução econômica e ecologicamente correta

O Isopor® é a solução que cresce cada vez mais por conseguir consolidar tecnologia com sustentabilidade em seus diversos benefícios. “O Isopor® tem vantagens em ser isolante térmico, leve, utilizar menos água que a argamassa (produto qual é substituto) e ser livre de CO². Além do Isopor® ser 100% sustentável e mais barato, também é mais fácil para a decoração dos edifícios”, explica Patrícia Silvério, executiva de Marketing da Sto, líder mundial de sistemas térmicos com revestimentos de fachadas para a indústria da construção civil.

De forma resumida, a executiva conseguiu pontuar todas as qualidades que o EPS agrega nas obras em empreendimentos. Arquitetos e engenheiros que buscam por alternativas e métodos para uma construção ágil, eficiente e que reduz os custos, encontraram a solução.

Segundo entrevista para o Portal do Arquiteto, o engenheiro Ricardo Guimarães de Burgos informou que “com a utilização dos blocos de EPS, há uma redução de 20% no custo da fundação da obra, de até 50% de ferragem usada na própria laje e de 35% no consumo de concreto”.

A economia durante a realização da obra, conforme citou a executiva de marketing, deve-se principalmente ao fato da leveza. “O Isopor® costuma pesar aproximadamente 10kg/m³, o que possibilita um menor uso de mão de obra”.Também pode-se considerar uma redução no consumo de concreto, já que o produto preenche os espaços que seriam tradicionalmente ocupados pelo cimento, além de utilizar uma menor quantidade de água se comparado com outras opções que substituem o EPS.

Para quem deseja ter as vantagens do Isopor®, a Knauf Isopor® oferece blocos de EPS para o segmento de construção civil cortados com as especificações de espessura, tamanho e densidade adequado às obras que garantem total eficiência. “Escolhemos a Knauf Isopor® porque já sabíamos da responsabilidade e credibilidade da empresa em entregar o material corretamente de acordo com as nossas exigências e prazos”, afirma Patrícia.

Economia para todos os públicos

Não é somente para as empresas de construção civil que o Isopor® é vantagem. Essa tecnologia é praticada em outros países há mais de 60 anos por trazer economia aos usuários dos edifícios e ao meio ambiente. “Desde 2014 quando começamos a trabalhar no Brasil, a Sto conseguiu uma economia de 150 milhões de toneladas de dióxido de carbono da atmosfera”, conta Patrícia.

O melhor custo benefício para o usuário final é por conta do Isopor® ser um isolante térmico, que dificulta a dissipação de calor e permite manter a temperatura ambiente sem precisar utilizar ar condicionado ou aquecedor, além do EPS proteger os empreendimentos de ruídos indesejados.

Aceitação do Isopor®

Algumas pessoas que ainda não têm conhecimento sobre os benefícios do uso do Isopor® para a construção civil, criam uma certa resistência à aceitação, tanto pelo fato de ainda remeterem ao produto de caixas que chegam ao consumidor final e aparentam ser frágil, como pela preocupação da propagação de fogo.

“Hoje as pessoas ainda desconhecem dos benefícios do Isopor®. Falta informações sobre a utilização do produto no segmento de construção civil”, afirma Patrícia. Com os avanços tecnológicos, a fabricação do EPS de classe F é garantida que não gera combustão, além de ser capaz de atuar na construção civil por meio da definição de densidades mais altas, que determinam um produto mais rígido.

De acordo com o engenheiro Ricardo, o uso do material não compromete a segurança da construção. Ele acredita que, com as comprovações matemáticas feitas em algumas obras, haja um aumento expressivo da adoção do Isopor®.

 

Fonte: Mundo Isopor®

Você sabia que o Isopor® é 100% reciclável?

Você sabia que o Isopor® é 100% reciclável?

Bastante polêmico por ser divulgado como um produto que causa impacto ambiental, o Isopor® é pouco entendido pela população brasileira. Apenas 7% das pessoas sabem que o produto é 100% reciclável, como mostra pesquisa da empresa de embalagens Meiwa.

No ano passado o assunto apareceu com maior peso por conta do surgimento da lei criada em Nova York, que bania o uso dos produtos de EPS. Hoje essa lei já foi revogada, as empresas do setor mostraram que existia uma infraestrutura em andamento para reciclar esse material, com 100% de reaproveitamento. O Brasil é um ótimo exemplo sobre reciclagem, segundo o estudo Maxiquim de 2012, é reciclado 34,5% de EPS, ou seja, foram 13.570 toneladas de EPS pós-consumo.

Uma parceria entre Plastivida e a Comissão de EPS da Abiquim, com o apoio do vereador Gilberto Natalini, lançou em setembro do ano passado a campanha "Recicla Isopor®", uma forma de conscientização ambiental para que as pessoas saibam que o EPS é um plástico 100% reciclável e que deve ser destinado para a reciclagem.

"Dar oportunidade para se reciclar Isopor®, algo que mesmo eu, enfronhado há tantos anos com meio ambiente, achava que só era possível em condições especiais. A tecnologia de degasagem é simples e parece mágica, entra Isopor® e sai matéria-prima para uso em produtos diversos", afirma o vereador.

"O fato de você usar o Isopor® não te faz ambientalmente errado", explica Silvia Rolim, assessora técnica da Plastivida, Instituto Sócio-Ambiental dos Plásticos. A Knauf Isopor®, por exemplo, tem capacidade para reciclar o produto nas fábricas e incentiva as indústrias e pessoas a entregarem o material usado para o processo. “Não só o Isopor® de supermercados, shoppings e locais públicos em geral que geram grande quantidade, mas também trabalhamos para que o Isopor® doméstico chegue até nós. Ficamos satisfeitos em colaborar, já que para as coletas não é um material atrativo por ser 98% ar e não ter uma viabilidade logística”, comenta Priscila Sucadolnik, executiva de Marketing da Knauf Isopor®.

Apesar de ser necessário um processo de divulgação maior para que a população se conscientize, há poucos pontos para entrega de produtos, menos de 20% dos municípios brasileiros contam com sistemas de coleta seletiva, isso significa que esse número de renovação do Isopor® é bastante elevado, devido as dificuldades. "Importante que o poder legislativo se conscientize e crie mais pontos de coleta, quanto mais divulgarmos e facilitarmos, mais as pessoas participarão", conta Silvia.

O EPS é composto por apenas 2% de matéria-prima e 98% ar, ou seja, ocupa-se muito espaço para se resultar em pouca reciclagem, além do preço ser abaixo dos metais e alumínios, sabendo dessa dificuldade, iniciativas como da Knauf Isopor® ampliam os pontos de entrega e consequentemente a reciclagem.

Para as pessoas que desejam descartar o material usado nas fábricas da Knauf Isopor®, o processo é simples, comparecer aos estabelecimentos de segunda à sexta, das 9h às 18h. “Nós também conseguimos retirar o material dependendo da logística, se estiver em nossa rota de entregas não há problemas”, explica Priscila.

Locais disponíveis:

SÃO PAULO – SP
Av. Fagundes Filho, 141/145 
Conjunto 16/19, Edifício Denver 
Vila Monte Alegre | SP | 04304-010 
Tel.: (11) 3957-6648

ATIBAIA – SP
Estrada Municipal AT 30, 5755
Ponte Alto | SP | 12940-000
Tel.: (11) 3957-6612
Lat.:-23.04994 | Long.:-46.679492

JOINVILLE – SC
Rua Dorothóvio do Nascimento, 2105 
Jardim Sophia | SC | 89223-600
Tel.: (47) 3437-3630 

MANAUS – AM
Rua Rio Jaguarão, 752C
Vila Buriti – D. Industrial | AM | 69072-055
Tel.: (92) 3614-8100

SAPUCAIA DO SUL – RS
Rua Pedro Álvares Cabral, 214
VL. Vacchi | RS | 93214-260
Tel.: (51) 3474-4111

SÃO SIMÃO – SP
Av. Santa Isabel, 560
Distrito Industrial | SP | 14200-000
Tel.: (16) 3984-9200

SARZEDO – MG
Rua São Cosme e Damião, 199
Distrito Industrial | MG | 32450-000
Tel.: (31) 3522-9516

SIMÕES FILHO – BA
Rodovia BR 324, KM 18
CIA | BA | 43700-000
Tel.: (71) 3594-8008

Conscientização

Segundo Silvia Rolim, o problema é de questão pública e é preciso ferramentas para melhorar a educação ambiental. "A questão das sacolas plásticas, por exemplo, se consumir responsavelmente não é um problema. Eu tenho certeza de que as quais eu uso só saem como lixo e vão para o aterro sanitário como deve ser. Embrulhar o lixo urbano em saco plástico é orientação do ministério da saúde. O mesmo acontece com o EPS, minha educação ambiental não permite que eu largue uma prancha de Isopor® na praia sabendo que isso prejudica os animais marinhos".

Os 2% de matéria-prima do Isopor® são compostas de fonte não renovável, o conhecido petróleo. Porém, quando paramos para avaliar o consumo de petróleo extraído no mundo, apenas 4% são destinados para a produção de plásticos e 80% seguem para área de transporte e climatização. "Se você parar de produzir plástico consegue poupar esses 4%, mas os outros 80% vão virar 160%, porque a presença dos plásticos na área de climatização e transporte faz diminuir o consumo de petróleo, ou seja, hoje um avião pesa muito menos do que há 50 anos. Isso significa que, o mesmo avião antes precisava do dobro de combustível para fazer o mesmo percurso", explica Silvia.

Com o uso de matéria-prima baixa, consumo consciente e aumento da reciclagem, o Isopor® participa para que o Brasil esteja cada vez mais sustentável. A Refran está disponível para que os consumidores conheçam as fábricas, o processo de reciclagem e enviem sempre os produtos pós-consumo.

 

Fonte: https://www.mundoisopor.com.br/sustentabilidade/voce-sabia-que-o-isopor-e-100-reciclavel-2 

A REFRAN presente em  novo lançamento da Odebrecht

A REFRAN presente em novo lançamento da Odebrecht

A REFRAN presente na execução da Cortina Pronta para contenção de solo na Obra da D’Azur. O novo lançamento da Odebrecht Realizações Imobiliárias, utiliza o sistema com perfis metálicos cravados no perímetro do terreno, onde são fixados os painéis de concreto fabricados pela REFRAN pré-moldados. 

Isopor® reduz pela metade o tempo na construção de rodovias

Isopor® reduz pela metade o tempo na construção de rodovias

Quem trabalha com construção civil sabe que a criação de rodovias são um desafio nos famosos solos com características moles ou orgânicos, conhecidos como terrenos de argila, mangue ou com origem fluvial. 

É muito comum na construção de rodovias, a criação de um aterro, que nas obras convencionais são feitos de terra, material não compatível nesses casos especiais, de solos moles. Esses aterros não são visualizados por quem utiliza as estradas, apenas é possível ver na hora da obra.

O procedimento funciona de forma prática, são avaliados os tipos de terrenos para saber se há uma variável e se há condições de trabalhar com aterro convencional, esse tratamento define se a técnica Geofoam será conveniente.

Quando utilizado o processo Geofoam, como o solo tem os esforços solicitantes maiores que os resistentes, assim, os blocos de Isopor® são empilhados e cobertos por aterros laterais e pavimentação superior. Substituindo o uso da terra, a proporção é aproximadamente dois blocos de Isopor® por um caminhão de terra.

Dessa forma, a técnica transmite rapidez de execução, resistência mecânica, redução de custos, durabilidade e sustentabilidade, vantagens essas que estão ampliando a entrada ao mercado nacional. “Essa técnica já é muito utilizada fora do Brasil, existe desde a década de 70 quando foi descoberta na Noruega, aqui chegou há aproximadamente 20 anos. É um processo com 1/3 de redução de custos se comparado com outras utilidades para esses solos especiais”, explica Sérgio Martinez, engenheiro da Knauf Isopor®.

Se relacionado às obras convencionais, o método de utilização do Isopor® possui uma despesa maior, pois o material precisa ser puro e de alta densidade, com aproximadamente de 20 a 30 kg/m³, mas possibilita economias com a mão de obra, que justifica o custo benefício.

Para Martinez, o investimento é valido pelo retorno obtido. “O Isopor® pesa até 100 vezes menos que outros tipos de materiais como terra, areia ou cinza que são utilizados para fazer aterros. Com isso você poupa no manuseio, com apenas uma pessoa é possível posicionar o bloco, é confirmada uma redução de até 55% na mão de obra, além da alta resistência mecânica e opções de execução em condições climáticas adversas”.

Outro ponto de destaque sobre o material é a sustentabilidade, uma vez que o Isopor® possui o benefício de ser 100% reciclável e não utiliza do transporte de terras naturais. A técnica Geofoam, está disponível no mercado pela REFRAN, não agride o meio ambiente e não tem impacto nenhum na natureza.

 

FONTE: https://www.mundoisopor.com.br/inovacao/isopor-reduz-pela-metade-o-tempo-na-construcao-de-rodovias

Abcic promoverá no Concrete Show curso sobre os principais aspectos das estruturas pré-fabricadas de concreto

Abcic promoverá no Concrete Show curso sobre os principais aspectos das estruturas pré-fabricadas de concreto

No dia 25 de agosto, a Abcic – Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto promoverá, na edição comemorativa de 10 anos do Concrete Show, o curso Uma abordagem completa da pré-fabricação em concreto: Da fábrica aos canteiros de obras, apresentando uma visão sistêmica dos processos que envolvem o sistema construtivo – projeto, produção e montagem. As inscrições para participar do curso estão abertas e podem ser realizadas por meio do website oficial da feira: http://www.concreteshow.com.br/pt/concrete-congress/investimento.

De acordo com a engenheira Íria Doniak, presidente-executiva da Abcic, a entidade participa desde a primeira edição do Concrete Show, promovendo conhecimento e difundindo a importância das estruturas pré-fabricadas na construção. “O sistema vem sendo utilizado em variados tipos de obras de infraestrutura e, também, na área de edificações, trazendo aumento de produtividade, qualidade e sustentabilidade para os projetos”, explica. “E curso vai possibilitar abrir novas perspectivas sobre o uso das estruturas pré-fabricadas de concreto, uma vez que traz uma visão abrangente da vasta aplicabilidade da solução de engenharia e de seus benefícios”, acrescenta.

Ministrado pelo engenheiro civil e de estruturas Carlos Franco, o curso abordará, entre outros assuntos, a introdução ao uso das estruturas pré-fabricadas de concreto, o seu desenvolvimento no Brasil e sua aplicação, a padronização e certificação, incluindo aspectos normativos relacionados às normas ABNT NBR9062 – Projeto e execução de estruturas de concreto pré-moldado e ABNT NBR 14861 – Lajes alveolares protendidas de estruturas de concreto pré-fabricadas – Requisitos e procedimentos, contratação e prevenção de manifestações patológicas.

Destinado a empresários e profissionais que atuam no setor, clientes, fornecedores, professores universitários e estudantes de engenharia, arquitetura e tecnologia da construção, o curso contará oito créditos dentro do programa MasterPEC – Master Produção de Estruturas de Estruturas de Concreto do Ibracon – Instituto Brasileiro do Concreto.

A Abcic terá um estande institucional (419) no Concrete Show 2016, no qual o visitante poderá obter informações sobre os benefícios do pré-fabricado de concreto bem como as atividades desenvolvidas pela entidade, como o Selo de Excelência Abcic, considerado o principal programa que atesta a qualificação das empresas fornecedoras de estruturas, ao realizar uma avaliação das plantas de produção e obras em fase de montagem, englobando requisitos de qualidade, segurança e meio-ambiente, com referência as normas ISO 9001, ISO 14001, OHSAS -18001, PBQP-h bem como as normas técnicas aplicáveis ao setor em especial a NBR 9062 Projeto de Estruturas Pré-fabricadas de concreto e suas normas de referência, além das normas regulamentadoras de segurança e saúde ocupacional NR-18 e NR-09 vigentes no país.

Segundo Íria, o estande proporciona um ambiente ideal para as empresas do segmento promoverem suas reuniões e networking com seus clientes e fornecedores. “É um espaço tradicional do Concrete Show e os profissionais que visitam a feira sabem que a indústria do pré-fabricado de concreto estará reunida nesta área para apresentar suas novidades, suas inovações tecnológicas e sua ampla gama de soluções para atender os mais variados tipos de obras em todo o país”, finaliza.

Serviço:
Uma abordagem completa da pré-fabricação em concreto: Da fábrica aos canteiros de obras 
Data: 25 de agosto de 2015
Horário: 8h00 às 12h30
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center – Rodovia dos Imigrantes Km 1,5, São Paulo
Inscrições: http://www.concreteshow.com.br/pt/concrete-congress/investimento

Sobre a Abcic:
A Abcic – Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto foi fundada em 2001, com o objetivo de difundir e qualificar os pré-moldados de concreto destinados às estruturas, fachadas e fundações. Com mais de 100 associados, promove ações e iniciativas inéditas para desenvolvimento do setor, como por exemplo, o Selo de Excelência ABCIC, programa que atesta a conformidade aos padrões de tecnologia, qualidade, segurança, meio ambiente e desempenho das empresas do setor de pré-fabricados, o Prêmio Obra do Ano em Pré-Fabricado, que prestigia empresas e profissionais do setor, e o Anuário ABCIC, que traz informações mercadológicas, técnicas e políticas da industrialização na construção. Possui uma integração com prestigiadas entidades nacionais e internacionais, como é o caso da fib – Fédération Internationale du Béton, além de realizar cursos de capacitação profissional e de participar de importantes eventos no Brasil e no exterior. Site oficial: http://www.abcic.org.br/

 

Fonte: http://www.concreteshow.com.br/pt/imprensa/releases/1013-abcic-promovera-no-concrete-show-curso-sobre-os-principais-aspectos-das-estruturas-pre-fabricadas-de-concreto